Nova UPA da Área Cura, em Sumaré, já tem projeto e endereço definidos

Terreno foi cedido pela Prefeitura e a construção será realizada totalmente com recursos do Governo Federal, informou a Municipalidade

A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24h da Área Cura, considerada “uma das grandes conquistas da gestão do prefeito Luiz Alfredo Dalben (PPS)”, já tem projeto pronto e endereço definido: a nova unidade de Saúde será construída na Rua Luciano Ramos Ayala, no Jardim Denadai. A previsão é que as obras tenham início no primeiro semestre de 2019, após realização de licitação. O terreno foi cedido pela Prefeitura de Sumaré e a construção será realizada totalmente com recursos federais. O projeto em 3D da unidade pode ser conferido na página da Prefeitura no Facebook: https://www.facebook.com/ prefeituramunicipaldesumare/videos/2009814402375308/.
“Essa era uma reivindicação antiga da Área Cura, que é a maior região da nossa cidade, com cerca de 80 mil habitantes. A nova UPA vai levar um atendimento de urgência e emergência mais ágil e qualificado aos moradores, facilitando também o acesso da população aos serviços de saúde. Essa é mais um importante conquista para Sumaré, neste ano em que completamos 150 anos”, comentou o prefeito Luiz Dalben.
A UPA da Área Cura foi garantida pelo prefeito em março de 2018, em reunião em Brasília com o então ministro da Saúde, Ricardo Barros. “Em menos de dois anos de mandato, o governo Luiz Dalben transformou a Saúde de Sumaré, investindo em recursos humanos e também em infraestrutura, equipamentos e novas unidades. Os moradores merecem um atendimento digno, de qualidade e o mais importante é que este é um trabalho planejado, que vai beneficiar a população não só agora, mas também as futuras gerações”, completou o secretário municipal de Saúde, Rubens Gatti.
A UPA Área Cura será a terceira de Sumaré, que já conta com as UPAs Macarenko e Matão, referências em atendimento eficiente e humanizado. Além disso, o município conta atualmente com mais dois PAs (Pronto Atendimentos), um no Maria Antonia e outro no Parque das Nações.

VISITANTES
O atendimento ágil e humanizado oferecido à população na UPA 24h do Jardim Macarenko tem chamado a atenção de municípios da região – e até mesmo de outros estados –, segundo a Prefeitura. Na última sexta-feira, dia 28 de setembro, o secretário de Saúde de Piracicaba, Pedro Antonio de Mello, e o vereador José Aparecido Longatto estiveram na unidade conhecendo o trabalho realizado pela Prefeitura, em parceria com o ISSRV (Instituto Social Saúde Resgate à Vida).
A UPA Macarenko também já recebeu visitas de representantes das prefeituras de Jacutinga/MG e Borda da Mata/MG, e recentemente, a Secretaria Municipal de Saúde de Sumaré também recebeu ofício do Município de Osasco, solicitando uma data para visitar a unidade – que está sendo agendada.
O secretário de Saúde de Piracicaba e o vereador foram recepcionados pelo secretário de Saúde de Sumaré, Rubens Gatti, e pelo diretor clínico da UPA Macarenko, o médico Heleson Castro.
Atualmente, a unidade realiza, em média, 20 mil atendimentos por mês. Apesar da grande e crescente demanda de pacientes, o tempo de resposta da equipe é exemplar: para a classificação de risco na cor azul (não urgente), a espera dos pacientes fica em torno de uma hora. Para a classificação verde (pouco urgente), a média é de 40 minutos. Para os casos de gravidade moderada (cor amarela), o atendimento é realizado em até 15 minutos. Os pacientes em estado gravíssimo, com risco de morte (classificação vermelha), são atendidos imediatamente.
“Quando assumimos a Administração, em 2017, os médicos da UPA Macarenko e do Matão estavam em greve havia quase três meses. Hoje, a realidade é bastante diferente, graças ao empenho e dedicação de toda nossa equipe. Nossas UPAs têm se tornado referência para outros municípios, pela agilidade no atendimento e, principalmente, pela humanização. Ficamos muito felizes com este reconhecimento e por poder contribuir com outras cidades para uma saúde pública mais eficiente e de qualidade”, comentou o prefeito Luiz Dalben.

Veja Também

Perugini é condenado à perda do cargo por contrato de limpeza datado de 2009

Prefeito, dois ex-assessores e nove pessoas da O.O.Lima também terão que ressarcir os cofres públicos ...