Secretaria de Saúde cria Plano de Combate às Arboviroses

Profissionais da secretaria de Saúde da Prefeitura de Hortolândia se reuniram para formalizar o Plano Municipal de Combate à Arboviroses, que são as doenças causadas por picada de mosquito, como dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela. Com este plano, apresentado na manhã de quarta-feira (12/09), a Prefeitura traça as ações básicas para combate às doenças, como eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti; prevenção, com orientação à população; e tratamento de pacientes, incluindo a conduta dos profissionais da Rede Municipal de Saúde quanto à necessidade de notificação dos casos suspeitos, até o atendimento hospitalar de casos mais graves.
“Este plano traz as diretrizes de ação para evitarmos a ocorrência de uma epidemia”, destaca a secretária de Saúde, Odete Carmem Gialdi. De acordo com a secretária, nos próximos dias, um comitê com profissionais da saúde será oficializado, com a atribuição de colocar o plano em prática.
Neste ano, Hortolândia registra 33 casos positivos de dengue. Não há confirmação de casos de chikungunya, zika ou febre amarela na cidade.
As ações de combate ao mosquito causador destas doenças é atribuição da UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses). A principal ação preventiva são as visitas casa a casa, onde agentes orientam a população sobre como eliminar e evitar os criadouros do Aedes aegypti. Ralos devem ficar protegidos com tela. Já os vasos de plantas e vasilhas de alimentação de animais precisam ficar livres der água. Brinquedos podem ser guardados em local fechado, assim como baldes e outros objetos. Atenção especial deve ser dada aos vasilhames, pneus e outros itens que tem uso menos frequente e podem servir para o mosquito se procriar. Com a colaboração de todos, é possível evitar uma epidemia na cidade.
Para conscientizar a população sobre a importância de manter casas, quintais e terrenos livres de criadouros do Aedes aegypti, a Prefeitura lançou, em 2017, a Agenda Verde, ação que envolve diversas atividades, como a Operação Cata Bagulho e o plantio de árvores em terrenos antes ocupados por lixo, tudo com o objetivo de deixar a cidade mais limpa.

Veja Também

Samu de Sumaré doa quatro tendas de oxigênio para Santa Bárbara d’Oeste

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Sumaré doou quatro tendas de oxigênio ...