Prefeitura de Sumaré concede reposição salarial de 2,85% aos servidores públicos

Reajuste será percebido nos contracheques dos servidores já no próximo pagamento, depositado no início de outubro

Após a aprovação por parte dos vereadores, na sessão da terça-feira (11) à noite, o prefeito de Sumaré, Luiz Alfredo Dalben (PPS), sancionou já na quarta-feira (12) o Projeto de Lei nº 157/2018, de sua própria autoria, que concede reposição salarial de 2,85% para os cerca de 5 mil servidores públicos municipais. Assim, o reajuste será percebido nos contracheques dos servidores já no próximo pagamento, no início de outubro.
Segundo a Administração Municipal, “o percentual corresponde à totalidade da reposição referente ao exercício de 2018”. O pagamento será feito em duas etapas: 1,43% no vencimento de setembro, pagos em outubro, e 1,41% no vencimento de novembro, com pagamento em dezembro.
“Trabalhamos de forma séria e transparente e com respeito aos nossos colaboradores. Desde o início do nosso mandato, os salários estão sendo pagos em dia e até mesmo antecipado, mesmo a Prefeitura tendo quitado em 2017 quase R$ 60 milhões de dívidas de 2016. Regularizamos o pagamento do 13º salário e a entrega da cesta básica in natura, implantamos o cartão de vale-alimentação, oferecemos 4,75% de reajuste salarial em 2017, após anos de defasagem e falta de correção dos salários dos colaboradores. Não estamos medindo esforços para manter nosso compromisso com o funcionalismo e valorizar àqueles que dedicam seus dias cuidando de Sumaré e do nosso povo”, explicou o prefeito Luiz Dalben.
Além da reposição salarial, neste ano os servidores também foram beneficiados com a correção de 7,5% do Auxílio Saúde e a readequação da tabela de descontos do cartão de vale-alimentação, implantado para os servidores que desejaram a substituição da cesta básica in natura, criando uma nova faixa salarial, o que acarreta na diminuição da dedução. Assim, quem recebe salários de até R$ 2.845,49, por exemplo, tem um desconto de apenas 3% do valor do benefício, que é de R$ 200,00. Já quem ganha acima de R$ 6.060,93, entra com 85% do valor do cartão.

NA CÂMARA
A proposta foi apresentada pelo prefeito Luiz Dalben em caráter de urgência, para ser votada na sessão da Câmara da terça-feira. O prefeito esteve presente no plenário da Câmara Municipal durante a sessão na qual também recebeu moção de congratulação pela realização do Desfile Cívico de 07 de Setembro, que também homenageou a presidente do Fundo Social, Mara Dalben.
O projeto de lei do prefeito dispõe sobre a concessão de reajuste monetário de 2,85% dos vencimentos, salários e proventos aos servidores ativos, inativos e pensionistas do município.
“Entretanto, e considerando o nosso dever com relação ao cumprimento da legislação que limita os gastos públicos com pessoal, em especial da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), nós vamos nos desdobrar em esforços no sentido de conceder aos nossos servidores um reajuste no importe de 2,85% referentes à perda inflacionária do período de março de 2017 a fevereiro de 2018, que será pago na forma claramente estabelecida no próprio Projeto de Lei, à qual nós chegamos após longo e criterioso exame sobre as projeções dos gastos e de receitas municipais neste e nos próximos exercícios”, disse o chefe do Executivo aos vereadores na ocasião.
O vereador Dirceu Dalben (PR) disse que o reajuste é apenas uma reposição do salário que há muito tempo os servidores não tinham. “Quero aqui parabenizar o prefeito, o sindicato e também a associação dos servidores por essa iniciativa depois de várias reuniões que os levaram a um acordo para atender o dissídio”, disse o parlamentar – que é pai do prefeito.

2,85 PORCENTO Projeto de Lei nº 157/2018 que concede reposição salarial para os servidores públicos municipais foi aprovado

Veja Também

Nisfram participa do 6º Fórum Inclusão de PCDs e do 1º Fórum da Diversidade

Evento estadual no dia 28 é voltado para troca de experiências sobre a inclusão de ...