Reforço ou acompanhamento escolar: saiba como identificar o que é melhor

Alunos com dificuldades na escola contam agora com “reforço” especializado da clínica Espaço Apoio, em Sumaré

Quando o boletim escolar não sai do vermelho e o fim do ano letivo se aproxima, o reforço escolar é a saída para muitos estudantes. No segundo semestre, a procura por aulas complementares aumenta até 40% na clínica Espaço Apoio, em Sumaré. Na tentativa de evitar que os filhos repitam de ano, muitos pais investem em aulas particulares fora da escola.
O reforço escolar é uma medida emergencial e indicada quando o aluno está com dificuldade porque perdeu ou não compreendeu partes importantes do conteúdo apresentado na classe. A psicopedagoga e coordenadora pedagógica do Espaço Apoio, Fabiana Militão, explica que nestes casos o reforço escolar é importante para evitar que o desempenho do aluno piore. “Com as aulas extras, o professor vai ajudar o aluno a recuperar o conteúdo e, consequentemente, as notas”, explicou Fabiana. O período do reforço escolar vai depender do desempenho e do ritmo do estudante.
Outra situação diferente, mas igualmente preocupante, é quando o aluno apresenta uma dificuldade constante em assimilar o conteúdo. Para estes casos, o ideal é o acompanhamento escolar. “O aluno vai aprender a aprender. Profissionais especializados desenvolvem e estimulam as habilidades de cada aluno de maneira particular, respeitando seu ritmo. O acompanhamento escolar é um trabalho contínuo, acompanhado por especialistas como psicopedagogos e que vai ajudar o aluno a superar suas dificuldades de aprendizado”, afirmou.
Ao contrário do reforço escolar, o acompanhamento escolar não é uma medida pontual, de caráter emergencial. Precisa fazer parte da rotina de estudos da criança por um período mais prolongado. “Não se trata apenas de recuperar um conteúdo específico. O aluno vai entender como se aprende e como isto desenvolver estratégias para melhorar seu rendimento”, pontuou.

PERSONAGEM
A química Ivi Barboza, mãe da estudante Nicoli, de 14 anos, procurou as aulas de reforço porque a filha estava com dificuldades em Matemática. “A Matemática era um verdadeiro obstáculo para ela. Então decidimos procurar o Espaço Apoio. Após um primeiro diagnóstico, os objetivos foram definidos e as aulas começaram”, contou.
Segundo Ivi, nas aulas de reforço os conceitos foram apresentados de uma maneira diferente e tudo ficou mais claro para a filha, que passou a compreender melhor a disciplina. “As mudanças foram imediatas. Minha filha melhorou em vários aspectos. Está mais concentrando, segura e assimilando melhor a matéria”, comentou.

ESPAÇO APOIO
A clínica Espaço Apoio foi criada há cinco anos pela pedagoga e especialista em psicopedagogia Fabiana Cristina Costa Militão. Tem cerca de 90 alunos e realiza atendimento individual a crianças com dificuldades de aprendizagem. O espaço também oferece reforço escolar, acompanhamento psicopedagógico, Pré-Vestibulinho e Pré-Vestibular.

Veja Também

Vereador cobra melhorias em ruas próximas à escola municipal do Parque Virgílio Viel

A dificuldade dos moradores do bairro Parque Virgílio Viel em Sumaré com as ruas laterais ...