Bandeirantes é a segunda melhor rodovia do país, mostra pesquisa

O usuário do Sistema Anhanguera-Bandeirantes, que é administrado pela concessionária CCR AutoBAn, têm à disposição duas das melhores rodovias do país. A Pesquisa CNT de Rodovias 2019, divulgada em outubro pela Confederação Nacional dos Transportes, classificou a Rodovia dos Bandeirantes (SP-348, que passa por Sumaré e Hortolândia) como a 2ª melhor ligação rodoviária do país, e a Via Anhanguera (SP-330, que passa por Sumaré e Nova Odessa e também é administrada pela CCR AutoBAn no trecho entre São Paulo e Cordeirópolis) como a 8ª melhor.
Desde 2009, a pesquisa é realizada anualmente sem interrupções. Neste período, a Rodovia dos Bandeirantes conquistou a primeira colocação em sete edições (2012 a 2018) e a segunda posição em quatro (2009, 2010, 2011 e 2019). A Via Anhanguera também sempre esteve entre as 10 melhores do país.
Em 2019, a Pesquisa CNT de Rodovias avaliou 108 mil quilômetros de rodovias estaduais e federais pavimentadas. As equipes levaram em consideração três principais características da malha rodoviária: pavimento, sinalização e geometria da via, que foram avaliadas em ótimo, bom, regular, ruim ou péssimo. Rodovia dos Bandeirantes e Via Anhanguera foram consideradas ótimas nestes quesitos.
Juntas, as duas rodovias formam o Sistema Anhanguera-Bandeirantes, responsável por ligar a capital paulista às regiões de Jundiaí e Campinas, interior de São Paulo e aos estados do Centro-Oeste e Norte do país. Desde 1998 o Sistema Anhanguera-Bandeirantes é administrado pela CCR AutoBAn. Neste período, a concessionária já investiu, por meio do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, R$ 8,2 bilhões (base julho/2019) em obras e melhorias.
Nos últimos 21 anos, a partir da gestão da CCR AutoBAn por meio do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, a Rodovia dos Bandeirantes ganhou obras e investimentos que permitiram o seu prolongamento em 78 quilômetros, de Campinas até Cordeirópolis (2001), além da construção da quarta (2006) e quinta faixa (2014) entre São Paulo e Jundiaí, recuperação do pavimento com utilização de asfalto ecológico com borracha, (2012), entre outras obras de melhoria, como a entrega de trechos com faixas adicionais entre Jundiaí e Campinas.
A Rodovia dos Bandeirantes conta com aproximadamente 160 quilômetros de extensão, ligando São Paulo a Cordeirópolis, no interior do Estado, passando pelas regiões de Jundiaí e Campinas. São registradas, em média, 500 mil viagens por dia. A rodovia completa no dia 28 de outubro 41 anos de inauguração do trecho entre São Paulo e Campinas.

A CCR AUTOBAN
A CCR AutoBAn é a concessionária responsável pela administração do Sistema Anhanguera-Bandeirantes. Celebrou, em 2018, 20 anos à frente das rodovias consideradas as melhores do País por pesquisas especializadas do segmento. Durante esses 20 anos de trajetória, já investiu R$ 7,6 bilhões em obras e melhorias que trouxeram desenvolvimento, segurança e conforto para a região e orgulha- -se por ter obtido, como principal resultado, redução significativa nos índices de acidentes (-44%), feridos (-30%) e mortes (-80%).
A concessionária gerencia 319,8 quilômetros de rodovias, compreendendo a SP330 (Via Anhanguera), de São Paulo a Cordeirópolis, com extensão de 147,04 quilômetros; a SP-348 (Rodovia dos Bandeirantes), de São Paulo a Cordeirópolis, com 159,67 quilômetros de extensão; a SP-300 (Rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto), com extensão de 2,6 quilômetros e a interligação SPI-102/330 (Rodovia Adalberto Panzan), com extensão de 7,44 quilômetros. É responsável também pela conservação de um trecho da Marginal Tietê entre o acesso da Rodovia dos Bandeirantes e o Cebolão.

Domingo, 1º de Dezembro de 2019

Veja Também

TJ mantém lei que proíbe a inauguração de obras incompletas em Nova Odessa

O Órgão Especial do TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) julgou constitucional ...