Polícia de Campinas apreende 27,5 kg de drogas em ‘laboratório’ em Sumaré

Outra ação levou à apreensão de 8 aeronaves que serviam ao crime internacional; piloto suspeito é de Hortolândia

Uma investigação coordenada por policiais civis da 2ª Delegacia Seccional de Polícia de Campinas foi responsável por desativar um verdadeiro “laboratório” utilizado para o refino de drogas no Jardim Nova Terra, na região do Matão, em Sumaré. Ação ocorreu na noite da última quarta-feira, dia 09 de outubro, e culminou com a apreensão de 27,5 quilos de entorpecentes. Ninguém foi preso, e o endereço do “laboratório” não foi divulgado.
A Polícia Civil de Campinas monitorava, desde agosto, uma célula envolvida com o tráfico de drogas na região. Na noite da quarta-feira da semana passada, cinco policiais civis da 2ª Seccional de Campinas, com o apoio do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), foram a campo e localizaram, em Sumaré, um laboratório utilizado para o refino de entorpecentes para comercialização.
Assim que avistaram a aproximação da equipe, dois indivíduos fugiram do local, abandonando dois automóveis que foram recolhidos ao pátio para perícia. No interior do imóvel foram apreendidos 23 quilos de cocaína, 4,5 quilos de maconha, um simulacro de arma de fogo, munições de pistola calibre .9 mm e revolver calibre .38, nove aparelhos celulares, 30 mil eppendorfs vazios, duas balanças de precisão e uma prensa, além de utensílios característicos do preparo de cocaína para venda.
O caso foi registrado na 2ª Seccional de Campinas e as investigações prosseguem “de modo a localizar os integrantes dessa associação criminosa”. A delegacia busca agora por informações que auxiliem na identificação dos envolvidos no tráfico dos entorpecentes apreendidos. Todo o material apreendido foi encaminhado ao IC (Instituto de Criminalística) da região e passa por perícia.

AVIÕES
Também na semana passada, em outra ação contra o tráfico e o crime organizado cujas investigações foram iniciadas no mês de abril do ano passado, a Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de Americana apreendeu oito aeronaves, objetos e documentos relacionados a uma facção criminosa, em diversos municípios do Estado de São Paulo. Um dos pilotos detidos anteriormente e suspeito de compor a quadrilha é morador de Hortolândia.
As apurações buscaram “desarticular a organização que atua no tráfico internacional de drogas e na lavagem de dinheiro”. Ao todo, foram apreendidos sete aviões e um helicóptero. As aeronaves, avaliadas em cerca de R$ 18 milhões, foram recolhidas nas cidades de Americana, Jundiaí, Sorocaba e Birigui. O líder da organização foi preso em 31 de agosto deste ano, no município de Prado/BA, em cumprimento de um mandado de prisão federal.
Ele era procurado por mandado expedido pela Justiça Federal porque a aeronave que saiu de Americana no mês de abril de 201 foi apreendida com 458 quilos de cocaína em Carauari/AM, quando o piloto, morador de Hortolândia, e outras três pessoas foram autuadas em flagrante.
Durante as investigações, em 31 de outubro de 2018, uma das aeronaves investigadas, objeto de lavagem de dinheiro, foi apreendida na Província de Guaricó, na Venezuela, em área considerada como utilizada por traficantes para embarcar a droga com destino a outros países, inclusive o Brasil.
Outros investigados foram presos nos estados de São Paulo, Goiás e Amazonas. Durante as prisões, foi apreendida 1,3 tonelada de cocaína, que seria encaminhada à Europa. As ações tiveram participação da Polícia Civil de São Paulo, Polícia Militar de Goiás e Amazonas, Força Aérea Brasileira e Polícia Federal.
“A investigação continua com o intuito de identificar outras aeronaves que são utilizadas para essa finalidade. Nós já temos conhecimento de que existem pelo menos cinco delas que deverão ser apreendidas”, explicou o delegado Luis Carlos Gazarini, titular da Dise de Americana.

Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019

Veja Também

Jovem é flagrada com 10 g de maconha na calça em presídio

Uma adolescente de 17 anos foi apreendida após tentar entrar com 10 gramas de maconha ...