Com Dirceu Dalben, Frente Parlamentar defende pautas do Setor Têxtil da RMC

Frente é coordenada pela deputada Carla Morando e tem como vice-coordenador o deputado sumareense Dirceu Dalben

Durante o relançamento da Frente Parlamentar pelo Desenvolvimento do Setor Têxtil e de Confecções do Estado de São Paulo, no último dia 03 de outubro, na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), entidades como o Sinditec (Sindicato das Indústrias de Tecelagem, Fiação, Linhas, Tinturaria, Estamparia e Beneficiamento de Fios e Tecidos de Americana, Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré), Sinditêxtil-SP e Sindivestuário pediram aos deputados a “urgência na discussão de uma agenda prioritária para o Setor Têxtil”.
O APL (Arranjo Produtivo Local) da RMC (Região Metropolitana de Campinas), também conhecido como “Polo Têxtil Paulista” ou “PoloTecTex”, criado em lei estadual anterior e que é formado pelas cidades de Americana, Sumaré, Hortolândia, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste é considerado o maior polo da Indústria Têxtil e de Confecção do Brasil, responsável por 85% da produção nacional de tecidos planos de fibras artificiais e sintéticas.
O PoloTecTex conta atualmente com cerca de 1.400 empresas de confecção e 700 de tecelagem, gerando 30 mil empregos diretos e produzindo 100 milhões de metros de tecido plano por mês.
As três entidades de classe e setoriais foram responsáveis pela mobilização regional que levou ao relançamento da Frente, agora coordenada pela deputada Carla Morando (PSDB), do ABC Paulistano, tendo como vice-coordenador o deputado sumareense Dirceu Dalben (PL), um dos representantes da região do Polo Têxtil na Assembleia. A formação da Frente Têxtil, composta por cinco deputados, teve adesão de 68 parlamentares estaduais (90% do total), tornando- -se a maior frente em defesa de um setor da atual legislatura na Alesp.
Presidente do Sinditec, Dilézio Ciamarro enfatizou “a urgência na discussão de uma agenda prioritária e as principais necessidades do Setor Têxtil”. Entre as pautas das empresas estão a inclusão de setores têxteis não contemplados no crédito outorgado do ICMS, a redução dos impostos sobre os combustíveis, iniciativas de qualificação da mão de obra, competitividade e redução da tributação, combate à sonegação e ao comércio ilegal de produtos têxtil, geração de energia, proteção ao meio ambiente, segurança e logística.
“Esperamos com ansiedade o início dos trabalhos da Frente Parlamentar do Setor Têxtil em prol do setor. Medidas precisam ser tomadas para estancar o fechamento de indústrias, que afetam diretamente o emprego e nossa região de modo geral. A união de forças entre a classe política, entidades empresariais e dos trabalhadores, como vemos nessa Frente Parlamentar, é essencial na busca de soluções que beneficiem o setor”, ressaltou Ciamarro.
Ele comentou ainda a importância do Setor Têxtil para o Estado, onde existem mais de 8 mil empresas, responsável por gerar cerca de 455 mil empregos diretos e produzir 600 mil toneladas de fios, malhas e tecidos e 2 bilhões de peças confeccionadas. O Sinditec esteve na Alesp apoiando o lançamento da Frente com a presença de vários diretores. A solenidade contou também com a participação das principais lideranças das entidades patronais e dos trabalhadores do segmento têxtil e de confecção.
Para a coordenadora da frente, deputada Carla Morando (PSDB), “é importante defender o setor”. “A gente precisa proteger as empresas do Estado, até porque o setor é responsável por uma arrecadação muito grande. Hoje nós temos problemas com importação ilegal, contrabando, problemas fiscais e tributários. Nós iremos trabalhar para melhorar esses problemas”, disse.
Para o presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado Cauê Macris (PSDB), o Poder Legislativo tem um papel importante para o Setor Têxtil. “Esse trabalho do Legislativo é fundamental para buscar ações que garantam não só o crescimento como a geração de mais emprego para a indústria têxtil do nosso Estado”, completou Cauê.

Quarta-feira, 9 de Outubro de 2019

Veja Também

Governo e Prefeitura entregam novas Unidades de Saúde na terça-feira, dia 17

UBS Matão e Caps AD do Portal Bordon fazem parte do Projeto “Saúde em Ação”, ...