BRK realiza intervenções no sistema de distribuição de água nesta quarta

Serão instalados equipamentos nas redes do Bom Retiro e do Aclimação, 7 bairros da Área Cura podem ter oscilações no abastecimento

A BRK Ambiental, concessionária responsável pelos serviços de Água e Esgoto de Sumaré, executa nesta quarta-feira, dia 09 de outubro, intervenções visando a melhoria no sistema de distribuição de água tratada na Área Cura. Por conta das intervenções, sete bairros podem ter oscilações no abastecimento de água nesta quarta-feira. A previsão é que o abastecimento seja totalmente regularizado no final da noite da própria quarta-feira, dia 09.
Diante da situação, a concessionária reforçou a importância do consumo consciente por parte da população. Os bairros afetados são: Conjunto Habitacional CDHU, Jardim Aclimação, Jardim São Judas Tadeu 1, Residencial Recanto das Árvores, Jardim Bom Retiro, Parque Bandeirantes e Vila Operária. Em caso de dúvidas, os consumidores podem entrar em contato com a concessionária através do telefone 0800 771-0001. A ligação é gratuita e o atendimento funciona 24 horas por dia.
Uma das obras consiste na instalação de um novo registro na Rua Lysi de Lara Lopes Diniz, no Jardim Bom Retiro, que tem como objetivo garantir o abastecimento de água na parte baixa do bairro. Visando reduzir o impacto no abastecimento de água da população, a concessionária realizará também, no mesmo dia, a instalação de um macromedidor na Rua Antônio Sanches Lopes, no Jardim Aclimação, também na Área Cura.
Os macromedidores são equipamentos semelhantes aos hidrômetros, mas instalados em redes, e medem a quantidade de água enviada para diferentes bairros e setores de abastecimento da cidade. Com os equipamentos é possível calcular as perdas de água para regiões específicas da cidade, por exemplo, comparando a quantidade de água enviada para um bairro (pelo macromedidor), com a quantidade de água efetivamente consumida pelos moradores (medida nos hidrômetros). Essa informação vai direcionar os investimentos de combate a perdas na cidade, permitindo a busca de vazamentos e irregularidades.
A intervenção faz parte do trabalho para redução do índice de perdas que a empresa executa na cidade. “Desde o início da concessão já investimos R$ 11,4 milhões para a redução do índice de perdas. Isso contribuiu para a redução do índice que, quando assumimos a concessão, em 2015, era de 60%, e em 2018, caiu para 40%”, complementa Cleber Salvi, gerente de operações da BRK Ambiental em Sumaré.
No total, desde o início da concessão, já foram instalados 55 macromedidores e até o final deste ano serão instalados mais 4. Além desta ação, a concessionária também tem realizado a instalação de equipamentos hidráulicos que equalizam a pressão na rede de água, a substituição de redes antigas e de hidrômetros antigos, dentre outras ações. “Com todas essas ações, nosso objetivo é atingir o índice de perdas de 30% em 2021”, destaca Salvi.

METODOLOGIA
A BRK está implementando uma metodologia internacional chamada “Conheça seu DMC”, como objetivo de reduzir ainda mais o índice de perdas de água tratada da cidade, atualmente na casa dos 40% de toda a água tratada. A concessionária recebeu em agosto a visita de técnicos da IWS, empresa inglesa que atua em consultoria de Gestão de Perdas, quando foi apresentada a nova metodologia.
Quando a BRK Ambiental assumiu a concessão, em 2015, o índice de perdas do município era de 60%, índice que já caiu 20 pontos percentuais graças às medidas já tomadas nos últimos anos pela empresa. Na prática, segundo a empresa, 6 bilhões de litros de água tratada foram “preservados” por ano, “sendo que 3 bilhões foram preservados só entre 2017 e 2018”. Foram 495 milhões de litros de água por mês preservados, ou 16,5 milhões de litros por dia desde o início.
Espera-se que, com a adoção da nova metodologia, essas perdas sejam ainda mais reduzidas. “O DMC é ‘Distrito de Medição e Controle’, ou seja, são os nossos setores controlados por macromedidores. Atualmente, em Sumaré, são 22 setores de abastecimentos, e a nossa meta é termos 26 até o final deste ano”, explicou Fernando Mangabeira, diretor da unidade sumareense.

Quarta-feira, 9 de Outubro de 2019

Veja Também

10º Baep vai ‘concentrar’ atuação em Sumaré e Hortolândia, adianta o CPI-9

Novo Batalhão de Ações Especiais da PM deve ser inaugurado em dezembro; 240 PMs começam ...