Comércio da região abre até mais tarde neste sábado, véspera do Dia dos Pais

Estimativas das Associações Comerciais apontam crescimento de vendas entre 1,2% e 8,0% na única “data especial” de agosto

De olho nas vendas, as lojas físicas da região abrem até mais tarde neste sábado (11), véspera do Dia dos Pais de 2018 – uma das principais “datas especiais” de vendas para o Comércio Varejista ao longo do ano, ao lado do Natal, Dia das Mães, Dia dos Namorados e Dia das Crianças. O Comércio de Sumaré, por exemplo, vai funcionar das 9h às 18h, “para facilitar a vida dos consumidores nas compras de última hora”, segundo a Acias (Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Sumaré). No entanto, a previsão de crescimento das vendas para a data variam.
Segundo a expectativa divulgada ontem pela Associação Comercial de Sumaré, neste ano, as vendas na cidade para o Dia dos Pais devem crescer 2%, comparado com o mesmo período do ano passado. “O Dia dos Pais é a primeira importante data comemorativa do segundo semestre para os lojistas. A pequena previsão de aumento nas vendas do comércio sumareense acompanha a expectativa do cenário nacional”, explicou a entidade de classe.
Na avaliação da Acias, os presentes mais procurados devem ser roupas, calçados, acessórios – como cintos, carteiras e relógios – eletrônicos e produtos de perfumaria. “Sumaré tem um Comércio variado, com várias opções de presentes para agradar a todos os estilos de pais”, comentou Domingos Guerreiro, presidente da Acias. O sumareense consumidor deve gastar, em média, R$ 120,00 em presentes.
A Aciah (Associação Comercial e Industrial de Hortolândia) é um pouco mais otimista. Segundo a entidade hortolandense, o setor comercial local deve vender até 5% em relação ao mesmo período do ano passado. Na cidade, as lojas “de rua” também vão abrir em horário especial neste sábado, dia 11 – até as 18h.

NA RMC
Para a Acic (Associação Comercial e Industrial de Campinas), as vendas de presentes e serviços para o Dia dos Pais devem crescer apenas 1,2% na RMC (Região Metropolitana de Campinas) como um todo. O aumento deve ser menor do que o verificado no Dia das Mães em maio deste ano, de 3,80%. Segundo o economista e diretor da entidade, Laerte Martins, o faturamento do Varejo nas 20 cidades nesta “data especial” de agosto deve ser de R$ 268,9 milhões – pouco superior aos R$ 265,7 milhões faturados pelo setor no mesmo período do ano passado.
Por fi m, segundo pesquisa do SindiVarejista de Campinas e Região, em parceria com a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), o Comércio da macrorregião deve crescer 8% neste mês em comparação ao mesmo período de 2017.
Segundo o economista da Acic, Laerte Martins, o valor médio dos presentes para os pais deve ser de R$ 109,00 neste ano, 1,87% acima do valor de 2017 – para comparação, o valor médio do presente do Dia das Mães, em maio de 2018, foi de R$ 233,00. Os presentes mais procurados para os papais devem ser, segundo a Acic, peças de vestuário, calçados, gravatas e camisas; eletroeletrônicos, celulares e barbeadores; itens de perfumaria, relógios e produtos de toucador; e almoços em restaurantes.

Veja Também

Sindicato de Hortolândia vai denunciar ao MP decreto dos ‘serviços essenciais’

Prefeito Perugini decretou como essenciais, no dia 10, setores de Saúde, Educação, Transporte, Esgoto, Lixo ...