????????????????????????????????????

Cão resgatado debilitado por adestrador fica em 2º em faro em torneio do Baep

Pastor belga de malinois Dexterfoi treinado pelo GCM Itamar Vasconcelos e foi destaque na competição na categoria civil, em detecção de entorpecentes

O pastor belga de malinois Dexter ficou na segunda colocação na prova de faro de entorpecentes no 3º Torneio de Ações Especiais K-9 do 1º Baep (Batalhão de Ações Especiais da Polícia) da Polícia Militar, que aconteceu no último sábado (17/08) no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Ao lado de seu condutor e adestrador, o guarda civil municipal de Sumaré Itamar Vasconcelos, ele deixou para trás mais de 60 cães, de várias partes do Brasil, que participaram da competição.
Quem vê esse cão hoje não imagina tudo o que passou para sobreviver. O animal, que estava muito debilitado, foi adotado por Itamar, que primeiro cuidou da saúde de seu “cãopanheiro” de quatro patas – mas tudo isso faz parte do passado e, hoje, Dexter faz parte da família do adestrador, da qual é o fiel protetor ao lado do outro cão da mesma raça, Rex.
Itamar conta que Dexter passou por superação antes de conseguir o pódio – o que na verdade nunca foi objetivo da dupla, mas, devido à dedicação e potencial do cão identificado ao longo dos meses, o adestrador percebeu que ele poderia “ir além”.
O cão ficava a maior parte do tempo acorrentado, pelo outro tutor, que não tinha condições de manter um animal desse porte. “O Dexter estava com uma grave infecção no intestino, que lhe acarretava em uma diarreia, tinha vermes, estava com as vacinas vencidas, tinha problemas de pele e não tinha espaço para correr. Desde que o vi, decidi trazê-lo para a minha casa. Passou por tratamento que durou quase um ano até ficar bem de novo. Percebi que, mesmo quando estava debilitado, ele era obcecado por bolinhas. Como adestrador, considerei que poderia prepará-lo para faro de entorpecentes e armas, deu muito certo”, afirmou Itamar.
O adestrador percebeu que o cão era muito focado. “Depois de tudo o que passou, a resposta do Dexter é a gratidão. Não imagina o quanto é carinhoso. Minha esposa diz que quando saio para trabalhar, ele fica posicionado próximo ao portão me esperando. Quando estou em casa, ele fica o tempo todo perto de mim. Até quando arrumo alguma coisa na minha residência, meu cão senta em cima da minha ferramenta para que faça um carinho nele para pegar a minha ferramenta de novo”, comentou o adestrador. “Com o meu filho de 5 anos é uma festa, eles brincam o tempo todo”, completou.
Itamar disse ainda que, na proteção, o Dexter é “o cão”. Mesmo sendo muito sociável com a família, quando passeia na rua apresenta bom comportamento. Mas quando o assunto é proteção, não precisa de comando: ele já fica em alerta.

RAÇA
Apesar de todas as qualidades tanto da raça, pastor belga de malinois, como no comportamento individual do cão, a posse tem que ser responsável, advertiu o adestrador. “Cães de raça precisam de cuidados diferenciados, precisam de ração de boa qualidade, cuidados veterinários, quando necessário, aplicação de vacinas importadas, dependendo da raça necessitam de tosas quinzenais, ou seja, representa custos. Por isso antes de ter um cão é preciso pensar bem antes”, advertiu o adestrador.
Da mesma forma, Itamar advertiu que todos os cães, independente se são de raça ou não, precisam ter os cuidados que precisam.
A presidente da Associação Pata Verde, Elisandra Maluf disse que nem sempre há essa consciência quanto à responsabilidade, pois basta postar uma foto de um cão de raça na página da associação nas redes sociais para perceberem a quantidade de compartilhamento, comentários ou pedidos de adoção. Além dos cães de grande porte, as raças mais preferidas são shih tzu, maltês, lhasa apso e buldog inglês. “O que as pessoas não levam em conta são os custos para mantê-los. O segundo passo é o abandono”, advertiu a protetora.
Segundo ela, o mesmo interesse não ocorre quando o cão para adoção não tem raça, os conhecidos “vira-latas” ou os gatos pretos. “Às vezes eles não conseguem nenhuma curtida, muito menos um lar”, enfatizou Elisandra.

Domingo, 25 de Agosto de 2019

Veja Também

Pastora Zara, da PM, localiza drogas escondidas em matagal

A Polícia Militar prendeu o lavador de carros G.P.S., de 18 anos, acusado de envolvimento ...