‘Máquina de Livros’ muda a rotina de quem passa pelo Centro de Campinas

Até o sol, meio tímido no início, acabou se rendendo à “Incrível Máquina de Livros” que, instalada no Largo do Rosário, mudou, com criatividade, a rotina dos pedestres apressados. O Centro pulsante de Campinas foi tomado por crianças e adultos curiosos pela engenhoca que troca um livro já lido por outro. Depois de ter rodado mais de 15 mil quilômetros e passado por 21 cidades de 13 estados brasileiros, o equipamento chegou ontem de manhã a Campinas e deve permanecer na cidade até esta quinta-feira, dia 09, das 10h às 18h.
Similar a uma máquina de refrigerantes que troca moedas por latinhas, o manuseio é muito prático. O interessado leva um livro de literatura novo ou usado em boas condições (não pode estar rasgado ou riscado), insere na máquina e aperta um dos dois botões disponíveis – adulto ou infantil – e automaticamente, como um toque de mágica, aquele livro se transforma em outro, que o participante levará para casa e aproveitará sua nova leitura. “Essa é a surpresa que aguça a curiosidade”, observou o coordenador do projeto, Ricardo Martins, da produtora Infinito Cultural.
Como a ideia é dar oportunidade para o máximo de pessoas participarem da ação, cada um pode colocar até no máximo três livros de literatura. Não são aceitos gibis, livros didáticos, religiosos ou técnicos.
A máquina tem a capacidade de transformar mil livros por dia. São centenas de títulos disponíveis, como clássicos da literatura mundial e brasileira, escritoras infantis de sucesso como Eva Furnari e Ana Maria Machado, além das obras dos autores indicados ao Prêmio Jabuti.
“A realização do projeto vem ao encontro de nosso trabalho de fomento à leitura de forma mais criativa e lúdica”, afirmou a coordenadora de Bibliotecas da Secretaria de Cultura, Renata Alexsandra.
Depois de Campinas, a população de Barueri e São Bernardo do Campo também terá a oportunidade para trocar livros que já não lhe interessa mais por títulos diferentes. O projeto é uma iniciativa do Infinito Cultural em parceria com a CBL (Câmara Brasileira do Livro) e patrocínio do Papel Pólen. Em Campinas, tem o apoio da Secretaria de Cultura, por meio da Coordenadoria das Bibliotecas.

Veja Também

Proerd forma mais 200 alunos da Rede Municipal de N. Odessa

Nesta quarta-feira, 28 de novembro, mais 200 adolescentes, todos alunos de 5º ano, devem participar ...