Guarda Municipal recupera 1,7 tonelada de mantimentos roubados no Matão

Carga havia sido roubada horas antes na mesma região; criminosos não foram localizados; ocorrência foi registrada no 4º DP

A GCM (Guarda Civil Municipal) recuperou ontem (07) cerca de 1,7 tonelada de alimentos em um matagal na Estrada do Cafezinho, área rural de Sumaré. Ninguém foi preso. A carga havia sido roubada horas antes na região do Matão, em uma ação na qual o motorista do caminhão foi feito refém pelos criminosos, mas foi abandonado na mesma região. A ocorrência foi registrada no 4º Distrito Policial e a mercadoria, apreendida pela Polícia Civil.
O GCM Muniz contou que, por volta das 9h da terça-feira, fazia patrulhamento de rotina junto com seu parceiro Goes quando eles foram informados sobre um roubo de carga. “Intensificamos o patrulhamento com vistas às regiões mais conhecidas como ponto de ‘desova’ de mercadorias. Assim que passávamos pela Estrada do Cafezinho, avistamos de longe as embalagens plásticas que estavam em meio à vegetação. No entanto, nenhum suspeito foi localizado nas imediações”, comentou Muniz.
Segundo ele, a maior parte da carga era de pacotes de arroz e de feijão. Com apoio de outras equipes, as embalagens foram apreendidas e apresentadas no 4º Distrito Policial, onde o caso foi registrado. Até o término da ocorrência, os GCMs não tinham localizado os envolvidos na ação criminosa.

ROUBO
O motorista que dirigia um caminhão carregado com os alimentos foi rendido por dois assaltantes no início da manhã de terça-feira (07), na Avenida Emílio Bosco, também no Matão. A vítima foi obrigada a entrar no veículo de um dos envolvidos, enquanto o outro fugiu com o caminhão carregado. O rapaz chegou a acompanhar os criminosos até área rural, onde foi obrigado a tirar os mantimentos do caminhão e, posteriormente, foi abandonado pelos criminosos novamente na Avenida Emílio Bosco.
Enquanto prestava depoimento no Distrito Policial, o motorista – que teve a identidade preservada pela Polícia Civil – afirmou que não tinha condições de informar as características dos criminosos. O caso será apurado de agora em diante pelo SIG (Setor de Investigações Gerais) do 4º Distrito Policial, que tentará identificar os envolvidos no roubo. As mercadorias foram então devolvidas à vítima do roubo.

Veja Também

Hortolândia dá orientação de como evitar dengue e doenças

O clima quente das últimas semanas e as chuvas frequentes são fatores que aumentam as ...