Operação ‘Guarda-Costas’ apreende armas e entorpecentes em Sumaré

Ação foi desencadeada pelo MP com apoio da Polícia Militar; cerca de 6 kg de drogas, 3 revólveres e 2 réplicas foram localizados

A Operação “Guarda-Costas” foi desencadeada no início da manhã da terça-feira (18) pelo MP-SP (Ministério Público de São Paulo), com o apoio da Polícia Militar, em Sumaré. Durante a atividade cerca de 6 kg de maconha e cocaína, além de substâncias usadas para misturar o entorpecente foram apreendidos na cidade. Também foram localizados três revólveres, duas réplicas de pistola e celulares que poderiam ser utilizados por integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) para receber as “ordens” da liderança da facção criminosa, que comandaria as ações de dentro do presídio. Pelo menos dois homens e duas mulheres foram presos acusados de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. No total, foram 23 mandados de prisões e buscas.
Todos os investigadores foram conduzidos ao 2º Distrito Policial e depois encaminhados para cadeias da região até serem apresentados às respectivas audiências de custódia.
Uma das ações ocorreu às 7h20 de terça-feira, em uma residência, no Jardim Luiz Cia. Os policiais militares cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa do motoboy L.M.S., de 23 anos. O suspeito foi localizado no interior do imóvel e teria informado que armazenava entorpecentes dentro de seu guarda-roupas.
No local indicado, os PMs teriam localizado 1,8 kg de cocaína, 17 pacotes de uma substância branca, que seria utilizada para “batizar” o entorpecente, garrafas contendo éter e acetona, balança de precisão, R$ 252,00 em dinheiro, anotações com a contabilidade do tráfico de drogas, três celulares e um cigarro de maconha. Após prestar depoimento no 2º Distrito Policial, o motoboy foi conduzido à Cadeia de Sumaré.
Os policiais também estiveram na residência do casal, o vigilante C.T.L., de 38 anos, e a autônoma P.M., de 35 anos, no Jardim Santa Terezinha, na manhã de terça-feira para mais um cumprimento de mandado de busca e apreensão. No quarto do casal, os policiais teriam localizado três revólveres de calibres 32 e 38. Uma das armas era roubada, segundo a polícia. Os PMs também apreenderam 40 munições, um pen drive e um celular.
Questionados sobre guardarem as armas em casa, os suspeitos teriam informado que tinham as armas para defesa, pois estariam sofrendo ameaças de terceiros. O casal também foi levado ao distrito policial, onde foi autuado sob acusações de receptação e posse ilegal de arma.
Outro cumprimento de mandado de busca e apreensão foi cumprido na residência da ajudante geral S.G., de 61 anos, no Jardim Monte Santo. Ela foi localizada na frente de sua casa e teria informado que não tinha nada de ilícito em casa. Os policiais utilizaram um cão do Canil da PM de Sumaré para fazer uma varredura no interior do imóvel. O animal teria se posicionado em frente a um armário de aço. Após o móvel ser aberto, os policiais localizaram três pacotes de cocaína com cerca de 4 kg, além de outras substâncias usadas no refino de cocaína e 14 munições de calibre 22.
A ajudante teria confessado aos policiais que receberia R$ 300 por mês para guardar os entorpecentes de uma mulher, que também era encarregada de trazer e buscar a droga de sua residência. G. foi conduzida ao Distrito Policial, onde foi autuada em flagrante sob acusação de tráfico de drogas e posse ilegal de munição.
A Polícia Civil também deflagrou uma operação contra o tráfico de drogas e o crime organizado na terça-feira em Americana, Santa Bárbara d’Oeste e Nova Odessa. Balanço parcial divulgado no final da manhã aponta 18 presos, 12 homens e seis mulheres.

Quarta-feira, 19 de Junho de 2019

Veja Também

Pastora Zara, da PM, localiza drogas escondidas em matagal

A Polícia Militar prendeu o lavador de carros G.P.S., de 18 anos, acusado de envolvimento ...