Hortolândia abre inscrições para o Programa ‘Minha Casa Minha Vida’

Interessados devem fazer o cadastro pela internet até o dia 20 de julho; são 620 unidades disponíveis para famílias com renda até R$ 2,6 mil

A Prefeitura de Hortolândia está com inscrições abertas para o Programa “Minha Casa Minha Vida”. O cadastro pode ser realizado online, até o dia 20 de julho, por meio do link cadhabitacao.hortolandia.sp.gov.br/ interessado/externo.
Qualquer pessoa residente em Hortolândia, sozinha ou com família, pode se inscrever no Programa. São 620 unidades habitacionais disponíveis para famílias com renda de até R$ 2.600. Na segunda-feira (20/5), o prefeito Angelo Perugini (PDT) visitou um dos empreendimentos do Programa, localizado no Jardim Malta.
De acordo com a Secretaria de Habitação, quem realizou a inscrição nos anos 2009, 2010 e 2011, assim como as atualizações cadastrais em 2017, 2018 e início de 2019, precisam se cadastrar novamente, dessa vez pela plataforma online.
“É importante que todos interessados refaçam suas inscrições para participar dessa nova fase do programa. O prefeito Angelo Perugini está comprometido com o crescimento ordenado da cidade, com a qualidade de vida dos moradores, com as questões ambientais e com a oferta de condições dignas de moradia, por isso, estamos abrindo as inscrições para novas moradias de interesse social”, observou o secretário de Habitação, Jonas Pereira de Lima.
O secretário destaca que quem não tem acesso a internet ou tem dúvidas de como realizar a inscrição pode comparecer ao CQPP (Centro de Qualificação Pessoal e Profissional) para fazer seu cadastro. A equipe responsável pelo órgão oferecerá suporte e orientação para quem precisar de auxílio. O CQPP fica dentro do Hortofácil, na Rua Argolino de Moraes, nº 405, na Vila São Francisco. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Segundo a Secretaria de Habitação, um novo empreendimento habitacional está em construção na cidade, no Jardim Malta, com a oferta de apartamentos por meio do Programa “Minha Casa Minha Vida”. A previsão de entrega é até o final deste ano. De acordo com Lima, além desta unidade, mais dois empreendimentos estão prestes a iniciar a construção. Eles atenderão as famílias que integram a Faixa 1,5 do programa (com renda até R$ 2.600,00).
“Todas a unidades habitacionais entregues desde o ano de 2012 pela Prefeitura atendiam prioritariamente pessoas e famílias integrantes da Faixa 1,0 do programa (com renda até R$1.800,00). Desta vez, o programa amplia também as possibilidades da casa própria para pessoas com renda um pouco maior, uma demanda antiga aqui na cidade”, informou Lima.
As novas unidades do Programa “Minha Casa Minha Vida” serão construídas nos bairros Chácara Assay, Jardim Malta e Jardim São Jorge. De acordo com a Secretaria de Habitação, a destinação dos imóveis será por meio da seleção e análise do perfil socioeconômico dos inscritos.
Para ter acesso ao Programa “Minha Casa Minha Vida”, os interessados devem atender os critérios do programa, que acolhe prioritariamente pessoas e famílias de baixa renda. Dentre os critérios estabelecidos estão, não ser dono ou ter financiamento de imóvel residencial concedido com recursos do FGTS e não possuir débitos com o Governo Federal.

COMPROMISSO
Com a abertura do cadastramento e ampliação da faixa salarial para participação no Programa “Minha Casa Minha Vida”, o prefeito Angelo Perugini cumpre o compromisso assumido com os moradores para reduzir o deficit habitacional da cidade, estimado em 4 mil moradias. São pessoas que pagam aluguel ou moram com parentes e sonham em realizar o sonho da casa própria.
Em Hortolândia, a Prefeitura em parceria com os governos Estadual e Federal, já entregou mais de 4 mil unidades habitacionais, por meio do Programa “Minha Casa Minha Vida”, para pessoas ou famílias com renda até R$ 1.800,00. Boa parte dos beneficiários morava em áreas de risco.
Criado pelo Governo Federal em 2009, o Programa “Minha Casa Minha Vida” é a maior iniciativa criada para que famílias de baixa renda tenham acesso à casa própria no país. O programa atua em parceria com estados, municípios, empresas e entidades sem fins lucrativos.

PIC
A oferta de moradias de interesse social é uma das prioridades da Administração. A ação faz parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), iniciativa que prevê mais de 100 obras e serviços que promoverão o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. Para viabilizar o PIC, a Prefeitura conta com recursos municipais, da iniciativa privada, dos governos estadual e federal.

Quarta-feira, 22 de maio de 2019

Veja Também

Cartórios Eleitorais da região abrem no sábado para o 6º Plantão da Biometria

Até ontem, 263.418 dos 503.651 eleitores cadastrados já haviam comparecido a um Cartório Eleitoral para ...