GM apreende aluna que vazou áudio com ameaça de atentado a escola de M. Mor

Aluna de 13 anos teria detalhado “logística” para ataque; ações estão sendo monitoradas pelas polícias e Guarda Civil

Acompanhada do pai, uma estudante de 13 anos foi encaminhada à Delegacia de Monte Mor após ter “vazado” um áudio com a “logística” de um possível ataque à Escola Estadual Cônego Cyríaco Scaranello Pires, no Parque do Café. A adolescente foi identificada e levada pela GCM (Guarda Civil Municipal) na quarta-feira (08) para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido. Na semana passada, outros três adolescentes, de 16 e 17 anos, também foram levados à Delegacia da cidade após espalhar áudios sobre a intenção de cometer um atentado à comunidade escolar. Naquela ocasião, as aulas chegaram a ser suspensas, segundo a GCM.
O secretário de Segurança de Monte Mor, Adelício Paranhos, disse que todas as manifestações sobre o assunto estão sendo monitoradas tanto pela GCM como também pelas polícias Civil e Militar, e muitos casos estão sendo investigados. “Todas as ameaças estão sendo monitoradas e, dependendo do resultado da apuração, os adolescentes poderão ser internados na Fundação Casa (a antiga Febem)”, destacou.
De acordo com a corporação municipal, os guardas de Monte Mor tiveram acesso aos áudios que teriam sido divulgados pela adolescente de 13 anos através do aplicativo WhatsApp. Ela se referia aos colegas que não teriam conseguido concretizar o ataque à escola porque foram apreendidos na semana passada.
No áudio, a menor teria feito menção para que os colegas “não poupassem ninguém”, pois “todos iriam morrer”, até ela mesma. Ao final do possível atentado, eles deveriam ir até a quadra, se ajoelharem e depois se matarem, detalhou a menina.

“Tanto os pais dos adolescentes que foram apreendidos na semana passada, como o pai da menor identificada hoje (ontem), ficaram chocados com o teor dos áudios divulgados. Percebemos que eles ficaram chocados, surpresos e desapontados com os próprios filhos”, completou Paranhos.

INVESTIGAÇÃO
Os atos cometidos pela menor foram incluídos nas investigações já iniciadas pela autoridade policial na semana passada, podendo culminar em graves sanções e até na apreensão dos envolvidos. Os computadores e celulares que pertencem aos adolescentes que estão sendo investigados já foram apreendidos e serão periciados pelo IC (Instituto de Criminalística) de Americana.
A GCM informou que está trabalhando em conjunto com a direção da escola e mantém policiamento reforçado na escola e em todo o entorno. A Guarda Municipal de Monte Mor também está monitorando outros “movimentos suspeitos”. Nas próximas semanas, uma equipe da GCM deve realizar uma ação interna de orientação conscientização na unidade escolar. Denúncias anônimas poderão ser feitas diretamente à Polícia Civil pelo telefone (19) 3879-1888, à GCM pelo (19) 3879-2823 ou à PM, pelo telefone 190.

Quinta-feira, 09 de Maio de 2019

Veja Também

Polícia Civil prende acusado de tráfico no Jardim Santa Fé

A Polícia Civil prendeu o desempregado E.B.S., de 23 anos, após uma abordagem no Jardim ...