Megaoperação da Polícia Civil prende 41 procurados e suspeitos na região

Apenas no Estado de São Paulo, mais de 4,5 mil policiais foram empenhados ontem na “Operação PC 27”, que aconteceu em todo o país

As Polícias Civis de todo o país realizaram ao longo da quarta-feira (24/04) uma “megaoperação” para prender foragidos da Justiça por crimes graves. Apenas nas cidades vinculadas à Delegacia Seccional de Americana (que incluem Sumaré, Hortolândia, Monte Mor e Nova Odessa, todas da área de cobertura do Jornal Tribuna Liberal), 41 pessoas foram capturadas ou presas em flagrante. O resultado abrange também Americana, Santa Bárbara d’Oeste, Artur Nogueira, Cosmópolis e Engenheiro Coelho.
Na região, a Polícia Civil participou da operação com um efetivo de 71 policiais e 28 viaturas, “com objetivo de cumprir mandados de prisões de procurados e foragidos da Justiça, bem como o comprimento de mandados de busca e apreensão”. Foram “diligenciados” 169 dos 210 mandados a cumprir pela equipe da Seccional.
Ao final do dia, resultado divulgado pela Seccional apontou o cumprimento de 16 mandados de prisão condenatória, quatro de prisão preventiva, 17 de prisão cível, dois de busca e apreensão, além de dois autos de prisão em flagrante – com 41 prisões no total. Também foram vistoriados 27 veículos e 14 estabelecimentos comerciais, e 64 pessoas foram abordadas.
“Desta forma, e com esse resultado, acreditamos que a Polícia Civil deu uma resposta expressiva, demonstrada pela competência, capacidade e comprometimento de cada policial envolvido na operação, o que enaltece a nossa instituição”, comentou a delegada seccional Martha Rocha de Castro.

NO ESTADO
As atividades fizeram parte de um conjunto de ações de flagradas em todo o território nacional .Apenas no Estado de São Paulo, mais de 4,5 mil policiais participam da ação, denominada “Operação PC 27” – por abranger os 26 estados da Federação mais o Distrito Federal, onde agentes saíram às ruas para cumprimento de mandados de prisão. Até ontem à tarde,no Estado de São Paulo, 1.193 pessoas haviam sido detidas, sendo 120 em flagrante e 76, adolescentes. Além disso, foram apreendidos aproximadamente 300 quilos de maconha em Santos, nove armas de fogo e 20 veículos.
Os policiais de São Paulo integram equipes do Decap (Departamento de Polícia Judiciária da Capital), da Demacro (Macro São Paulo) e de todos os Deinters (Departamentos de Polícia Judiciária do Interior). Além disso, há participação de unidades especializadas como os DHPPs (Departamentos Estaduais de Homicídios e Proteção à Pessoa), Deic (Departamentos de Investigações Criminais), Denarcs (Departamento de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico), de Polícia de Proteção à Cidadania e da Delegacia de Capturas e Delegacia Especiais.
A ação, coordenada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, tinha como objetivo retirar de circulação foragidos da Justiça que cometeram crimes graves, como roubo, homicídio, estupro, participação em crime organizado, entre outros. “A operação contou com levantamento de inteligência de todas as polícias envolvidas para maior sucesso ao longo das atuações em campo. O nome da ação é uma referência à união e padronização de todas as polícias civis do país”, explicou ontem, em nota, a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo).

PM
Também na madrugada de quarta-feira, desde as 5h do dia 24, a Polícia Militar desencadeou a “Operação Tiradentes – São Paulo Mais Seguro”, em todo o Estado. Além de garantir a continuidade da redução dos indicadores criminais, a ação tinha como objetivo “melhorar a percepção de segurança da população e combater o crime, aumentando a presença ostensiva das forças de segurança”.
“A Operação São Paulo Mais Seguro integra um conjunto de ações por todo o país, deflagradas conjuntamente por equipes de Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de todos os estados, e conta com a mobilização de 18.373 policiais militares e com o emprego de 7.611 viaturas e 13 helicópteros, distribuídos em mais de dois mil pontos estratégicos, apontados pelo serviço de inteligência da PM, para sufocar possíveis ações de criminosos”, explicou a corporação em nota.

Quinta-feira, 25 de Abri de 2019

Veja Também

Pastora Zara, da PM, localiza drogas escondidas em matagal

A Polícia Militar prendeu o lavador de carros G.P.S., de 18 anos, acusado de envolvimento ...