Com inauguração, HC da Unicamp dobra capacidade da UTI Pediátrica

Após 4 anos, hospital de referência regional pelo SUS ganhou nova UTI Pediátrica com 20 leitos, o dobro dos dez que existiam antes

Vagner Salustiano – REGIÃO
vagner.salustiano@tribunaliberal.com.br

Foi inaugurada na quarta-feira (17) a nova UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Pediátrica do HC (Hospital das Clínicas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), que recebe pacientes de toda a região por funcionar como uma unidade de referência para a Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde) da área atendida pelo DRS-7 (Departamento Regional de Saúde de Campinas). Com 20 leitos, o serviço tem assim sua capacidade dobrada em relação aos 10 leitos disponíveis anteriormente.
Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, os dez leitos adicionais representam um aumento de 17% no total de vagas de UTI Pediátrica na RMC (Região Metropolitana de Campinas) disponíveis para pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde). Os bebês internados no HC já estão sendo transferidos para a nova UTI. As obras de remodelação haviam começado em 2016 e tinham previsão de término em dezembro de 2017.
Participaram da inauguração do espaço, além de autoridades regionais, o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, e o superintendente do Hospital de Clínicas, Antonio Gonçalves Filho. As obras para duplicar a capacidade da UTI Pediátrica do HC começaram no ano passado e custaram R$ 3,4 milhões, com recursos da Reitoria da Universidade.
Já a Secretaria de Estado da Saúde assegurou recursos de R$ 8.952.840,45 por ano para o custeio dos 10 novos leitos (incluindo insumos e as contratações necessárias para reforçar a equipe). “Essa é a maior UTI pediátrica da Região em capacidade e área com 450 metros quadrados”, ressaltou a Unicamp. A nova UTI Pediátrica fica no 4º andar do prédio principal do HC, em Barão Geraldo.
“A ampliação dos leitos possibilitará mais internações de crianças e o aumento de cirurgias eletivas, como as cardíacas pediátricas que terão leitos fixos. Também vai ajudar nos problemas decorrentes das doenças sazonais, como as internações de crianças com quadros respiratórios graves, especialmente o vírus sincicial respiratório (VSR) durante o outono/inverno”, explicou a chefe da Enfermaria de Pediatria, Terezinha Tresoldi.
Para o superintendente do HC, professor Antonio Gonçalves Filho, a nova área representa “um salto de qualidade e segurança do paciente muito importante”. “A configuração do espaço levou em conta muitos detalhes como a humanização e o bem estar de equipes, pacientes e acompanhantes, tornando o local mais eficiente e resolutivo”, afirmou.
“A previsão é que a gente não precise mais fechar a nossa parte de Pediatria por conta de superlotação da UTI. Com esses 20, com o tamanho do nosso hospital, é suficiente para o nosso trabalho. Para o que a gente pode oferecer, acho que a gente está no nosso limite”, afirmou ao G1 o coordenador da UTI Pediátrica do HC, Marcelo Brandão.

ACOMPANHOU
O ex-deputado estadual Chico Sardelli (PV), que acompanhou todo o processo de viabilização e construção do espaço, comemorou a inauguração. Em junho de 2018, Sardelli esteve na Secretaria Estadual de Saúde, em São Paulo, defendendo o aumento do total de leitos, na companhia da diretora do Departamento Regional de Saúde de Campinas, Mirella Povinelli.
“Essa é uma antiga necessidade da RMC (Região Metropolitana de Campinas) diante do deficit de leitos. A demanda é muito grande na região e o número de leitos em UTI Pediátrica é insuficiente para uma população tão grande. Essas dez novas vagas suprirão um pouco desse déficit. Fico muito satisfeito em ver o resultado de um trabalho que encaminhamos com dedicação nos últimos meses. É uma grande felicidade para mim ver esta conquista se tornar realidade. Com essa ampliação, crianças da nossa região também poderão ser atendidas na Unicamp”, comentou Sardelli.
A reforma feita em junho do ano passado no setor do Hospital das Clínicas permitiu ampliar o número de leitos de UTI Pediátrica. Antes da inauguração, a região contava com 10 leitos pediátricos na Unicamp e cinco no HES (Hospital Estadual de Sumaré Doutor Leandro Franceschini), também gerido pela Unicamp através da Funcamp (Fundação de Desenvolvimento da Unicamp). Agora, são 20 leitos apenas no HC da Unicamp, fora os cinco do HES.
O HC da Unicamp funciona como uma unidade de referência, para onde são encaminhados, via Central Regional da Central de Regulação dos Serviços de Saúde, pacientes de dezenas de cidades da região – inclusive, se necessários, crianças de Sumaré, Hortolândia, Monte Mor, Nova Odessa e Paulínia. Mirella Povinelli comentou recentemente que o aumento no número dos leitos de UTI Pediátrica deve permitir também a realização de mais cirurgias cardíacas em crianças, outra importante demanda na região, assim como outras cirurgias de alta complexidade.

Quinta-feira, 18 de Abril de 2019

Veja Também

Luiz Dalben assina a transferência de lotes para mais de 500 proprietários

Prefeito de Sumaré assinou nesta semana escrituras para moradores que adquiriram lotes por meio de ...